Não há o que o

Não há o que o carinho não cure.