Não viva para que a

Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida.