Um sonho sonhado sozinho é um sonho. Um sonho sonhado junto é realidade.

Matar o sonho é matarmo-nos. É mutilar a nossa alma. O sonho é o que temos de realmente nosso, de impenetravelmente e inexpugnavelmente nosso.

Se as coisas são inatingíveis... ora! Não é motivo para não querê-las...

A memória é o essencial, visto que a literatura está feita de sonhos e os sonhos fazem-se combinando recordações.

As ideias têm de funcionar pelos cérebros e braços de homens, senão não serão mais que sonhos.

A sabedoria suprema é ter sonhos bastante grandes para não se perderem de vista enquanto os perseguimos.

Sucesso significa realizar todos os seus sonhos, seguir sua própria jornada de conquistas.